sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

[Resenha] Sob o Céu do Nunca




Ficha Técnica:

Livro: Sob o Céu do Nunca
Serie: Never Sky #1
Paginas: 315
Ano: 2 15
Autora: Veronica Rossi
Editora: Rocco Jovens Leitores
Este livro foi enviado como cortesia para resenha.




  Sob o Céu do Nunca, é o primeiro volume da trilogia Never Sky. A historia irá se passar em um futuro onde a população do planeta está dividida entre, as pessoas que estão morando em cidades encapsulados, chamadas de Núcleos, e as que conseguem sobreviver ao ar livre, sendo essas mais primitivas, mas que desenvolveram algumas habilidades. Nos núcleos, as pessoas podem entrar nos Reinos, uma realidade virtual, onde podem fazer qualquer coisa, ou ir para qualquer lugar do presente/passado, isso sem mencionar o dispositivo ocular que os transportam para lá, terem a mesma funcionalidades de um computador.

  O livro é narrado em terceira pessoa, pelos personagens Aria e Peregrine, onde irá nos mostrar como vivem os dois povos na Terra, e também, como a vida dois dois será ligada - não, não foi um spoiler.



  Peregrine, ou simplesmente Perry, é irmão do líder da aldeia dos Marés, ele é uma das poucas pessoas que possuem dois dons, olfativo e vidente, e, ele tem uma ligação muito forte com o seu sobrinho Talon. Perry, nunca concordou muito com o modo que seu irmão lidera a aldeia, e por isso vive pensando em pegar seu lugar como líder, mas para isso teria que matar ele, e como consequência saberia que Talon, nunca mais falaria com ele.

  Aria, aparentemente é apenas mais um garota comum do núcleo Quimera, se não fosse por sua voz de cantora de Opera. Após ela perder o contato com sua mãe, que foi trabalhar em outro núcleo, ela começa a investigar o que pode te acontecido, só que as coisas começam a sair um pouco do controle, e ela acaba se envolvendo em um acidente junto com o filho de um Comandante, e, é claro, ela levou a culpa por tudo, mesmo sendo inocente.

  Agora a historia irá nos levar ao ponto onde Aria e Peregrine se conhecem, mas já vou avisando que não esperem por uma amizade ou romance logo de cara.

  Aria, após lembrar que tinha uma gravação em sua lente ocular, que provava que ela era inocente, o Comandante, ordenou que ela fosse expulsa do núcleo - já que os habitantes de lá não tinham imunidade, eles morrem em poucos minutos no lado de fora - e assim seu filho continuava "inocente". Só que para a surpresa dela mesma, após ter passado horas andando sem rumo ela continuava viva, mas não por muito tempo se ela não conseguisse fugir de uma tempestade de Eter, que estava se aproximando.

  Peregrine, após seu sobrinho Talon, ser sequestrado por habitantes do núcleo, saiu em busca dele, mesmo sabendo que não poderia mais voltar a sua aldeia.



  No meio da tempestade de Eter, Peregrine vai salvar Aria, e não vai demorar muito para que os dois percebam que tem objetivos iguais. Enquanto Perry, quer ir ai núcleo para salvar seu sobrinho, Aria quer voltar lá para provar sua inocência, e essas coisas serão possíveis graças a gravação no dispositivo de Aria, só que ele meio que está quebrado.

  Agora os dois sendo aliados, estão indo para a casa de Marron, um homem que pode consertar o dispositivo ocular, mas que mora alguns dias de caminhada até chegar lá.

  A historia a partir daqui, vai ser somente isso, os dois tentando chegar ao núcleo para concluir seus objetivos, mas já aviso que no final as coisas iram mudar um pouco, isso é claro, sem mencionar o romance que vai rolar entre os dois.

  No decorrer do livro, ainda serão introduzidos os personagens Roar, o melhor amigo de Perry, que era para estar levando a irmã dele para se casar, mas meio que ela fugiu no caminho, e ainda teremos o misterioso Cinder, não vou falar nada sobre ele, porque é melhor vocês descobrirem por conta própria.

  "O livro é uma mistura de The 100 e O Jogo Infinito, e não poderíamos esperar nada menos do que um livro fantástico, embora no começo seja um pouco confuso saber como funciona esse novo mundo, mas nada que atrapalhe a leitura. Eu não estava esperando o final que a autora escreveu, até as últimas dez paginas parecia tudo resolvido, e do nada, não sabemos o que esperar da continuação, mas se eu já quero ler ela? Sim, para ontem."


24 comentários:

  1. Oieee
    Primeiro preciso dizer que amei o título desse livro.
    A ideia também é bem bacana, mas me parece complexa um pouco. Não entendi muito bem como funcionam os núcleos, então acho que terei de ler o livro para poder entender mesmo rsrs.
    Um romance entre os personagens nunca é demais né? Bom que apimenta a história...
    Beijos
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá Gabriel, tudo bem?

    Eu já conhecia esse livro mas nunca havia procurado uma resenha ou crítica sobre ele para ver se realmente o livro me interessava.
    A capa e o título dele chamam muita atenção (minha inclusive kk) e ele acabou de entrar na minha "pequena lista" para ler o ano que vem, com coisa que o ano que vem tá muito longe, né? rsrs.

    Abraço,
    Túlio.

    ResponderExcluir
  3. Olá Gabriel, tudo bem?

    Eu já conhecia esse livro mas nunca havia procurado uma resenha ou crítica sobre ele para ver se realmente o livro me interessava.
    A capa e o título dele chamam muita atenção (minha inclusive kk) e ele acabou de entrar na minha "pequena lista" para ler o ano que vem, com coisa que o ano que vem tá muito longe, né? rsrs.

    Abraço,
    Túlio.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem?

    Gostei da capa e a premissa é bem interessante para quem gosta do gênero, infelizmente eu não consigo me interessar por distopias, já tentei ler, mas foi um desastre, a única que chamou a minha atenção até hoje e que tenho na estante é Startes. Fico feliz que tenha curtido tanto assim a leitura e que os outros livros sejam tão bons quanto.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Gostei de capa. Adorei a premissa e amo distopia.

    Provavelmente vou adorar esse livro. Tenho ele aqui mas queria ter as sequências primeiro. So que agora lendo a tua resenha não sei se vou conseguir esperar. Está ótima.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Gostei de capa. Adorei a premissa e amo distopia.

    Provavelmente vou adorar esse livro. Tenho ele aqui mas queria ter as sequências primeiro. So que agora lendo a tua resenha não sei se vou conseguir esperar. Está ótima.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Ouvi falar muito bem dessa distopia! Amo distopias, mais não tive vontade alguma em ler Sob O Céu do Nunca - ainda não entendi o porque. Mais vou tentar dar uma chance a ela da mesma forma!

    abraços,
    http://umsujeitoqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Eu vi esse livro em algum lugar recentemente, só não me lembro onde foi!
    Eu já tinha ficado interessada, mas não sabia tantos detalhes da história, lendo-os fiquei ainda mais curiosa do que eu já estava

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gabriel
    Eu ainda não tinha ouvido falar no livro. Parece realmente que deve ser confuso no começo para entender o novo mundo. Nesses livros com esses cenários eu sempre fico confesso. Não li esses dois livros em qual você fez a comparação, mas gostaria de conhecer essa obra. Parabéns pela resenha.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Gabriel,eu já tinha ouvido falar do livro, mas acho que ainda não tinha lido uma resenha sobre ele. Me perdi um pouco na questão dos núcleos, e isso me deixou confusa, mas adorei a ideia da obra e quero conferir pra ver se gostarei.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oiee,
    Não conhecia o livro e fiquei bem curiosa. O nome e a capa já faz um boa trabalho e sua resenha apenas agregou vontade de conhecer esses mistérios mais de perto.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s

    ResponderExcluir
  12. Oi, não conhecia esse livro, a capa é linda. Me deixou um pouco confusa, e sem entender sobre os núcleos, só lendo pra entender melhor, gostaria de lê- lo assim que tiver uma oportunidade!

    beijos
    www.apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oiee..
    Não conhecia essa série, achei interesante parece ser uma historia de tirar o folego,mas confesso que estou meio de boa com novas trilogias...
    Quero primeiro terminar as que estou dando andamento para depois iniciar outras, mas anotei a dica dessa grande aventura e com certeza irei dar uma chance..
    Beijos..

    ResponderExcluir
  14. Nossa, faz tanto tempo que li esse livro que nem me lembrava mais do enredo, acho que minha edição é da Prumo, que nem existe mais. Fico feliz que tenha sido relançado agora pela Rocco, deve querer dizer que vão publicar a continuação. Lembro que fiquei muito brava quando a Aria foi expulsa mesmo sendo inocente, mas adorei a forma como a história foi trabalhada e tudo o que aconteceu depois disso. Também quero a continuação pra ontem!

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  15. Oiii!

    Realmente, esses primeiros livros sempre são um pouco confusos por conta de tudo que nos é apresentado, mas fiquei muito curiosa com o fato desse final aí! É muuuuuito ruim quando os autores fazem isso conosco né? HAHAHA
    A resenha tá bem explicada, gostei!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá, Gabriel!

    Eu estou com este livro na minha lista de desejados faz tempo. Quero muito ler. Eu adoro distopias, e quando soube da premissa e que era de uma brasileira. Fiquei mais interessada ainda. Ótima resenha. Você já leu Ilha dos Dissidentes?

    beijos
    http://www.livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas adorei a premissa dele. Eu sou apaixonada em The 100 e saber que o livro tem uma pegada parecida me deixou bem animada.

    ResponderExcluir
  18. Por não ter achado a capa do livro aquela coisa linda deixei quieto a obra, mas esses dias li a sinopse e fiquei bem curiosa e com o primeiro parágrafo da sia resenha já fiquei no: QUERO. Essa coisa de soltar ao mundo a pessoa para morrer se fez algo de errado me lembrou Silo! Mas mesmo assim é uma distopia e adoro o gênero!

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Embora eu não conheça as referências, creio que vou gostar desse livro, gosto dessa pegada meio distopica, faz muito meu gênero!! Já vou adicionar na listinha de 2016! Muito boa sua resenha!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  20. Eu comprei esse livro e estou bastante animada para fazer a leitura.
    Espero que seja tão bom quanto você está falando, porque eu achei a capa maravilhosa e a estória deve ser ainda melhor, pelo menos é o que eu acho =x Mas eu gostei da trama e me parece ser uma estória realmente fantástica. Espero fazer a leitura ano que vem, porque agora estou meia que correndo para terminar as postagens do mês para antes do Natal. Enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/12/sem-querer-me-apaixonei-por-voce-4.html

    ResponderExcluir
  21. Oi Gabriel, tudo bem
    Eu vi uma postagem em um blog elogiando muito essa trilogia, até, então, o eu não conhecia, mas fiquei curiosa e coloquei na minha lista. A sua é a primeira resenha que leio e fiquei com a impressão de que irei adorar. Eu se fosse eles, tentaria descobrir porque os outros conseguem viver do lado de fora, a saída deles pode estar nessa informação. Não vejo a hora de me aventurar com eles. Dica anotada. Gostei muito da sua resenha.
    Beijinhos.
    Cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá,

    Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, porque não gosto de saber nada sobre os livros que pretendo ler, para que minha leitura não seja influenciada pela opinião de alguém e nem eu acabar criando certas expectativas, mas conforme fui lendo sua resenha, percebi que foi meio vago, não, isso não foi ruim, eu gostei porque você conseguiu resenha-lo sem nenhum spoiler e ainda assim deu sua opinião, parabéns!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi!!!
    Não conhecia o livro e confesso que achei a premissa um pouco confusa. Sua resenha está bem elabora e objetiva, mas falta uma pitada de emoção para despertar meu interesse em querer ler o livro.

    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  24. Oi
    Apesar da sua incrível resenha e de ter classificado o livro como fantástico, não chamou muito minha atenção.
    Confesso que estou um pouco enjoada desse gênero, pois li muitos ultimamente.
    Mesmo assim, adorei a dica.
    Abraços.
    Rizia-Livroterapias.

    ResponderExcluir

 renata massa