terça-feira, 14 de abril de 2015

Resenha: Gavião Arqueiro #3


HQ: Gavião Arqueiro #3
Autor:
Editora: Marvel Comics
Paginas: 24

  "Beleza... Isso parece ruim... Muito... Muito ruim... Mas acredite se quiser, essa é apenas a terceira ideia mais horrível que eu tive hoje, e olha que hoje eu já tive exatamente nove ideias horríveis."

  Na edição anterior fomos apresentados a Gaviã Arqueira, a mais nova ajudante de Barton Clint, já  nessa hq, temos uma historia bem agitada, mesmo, só para terem uma ideia o Clint, começa tudo com uma ida a uma loja comprar fita e...

  Quando Clint Barton, decide finalmente, ajeitar suas coisas, e uma delas é etiquetar suas flechas, para  facilitar o uso na hora das lutas, mas sem ter "etiquetas" em casa, ele sai para comprar.

  Mas no caminho Clint, conhece uma garota, que por sinal tem o carro que ele quer muito comprar, e começam conversando sobre o carro e a possibilidade de ela vender, e tudo acaba que ele, leva ela para a "cama".



  Quando os dois estão no quarto depois de namorarem, e quase fechando a venda do carro, até porque a garota queria viajar o mais rápido possível de avião, simplesmente uns "caras" arrombam a porta e saem atirando em tudo, acabam que sequestram a garota e batem no Clint.

  Quando ele se dá conta de que suas coisas ainda estão no carro da garota que foi sequestrada, ele liga o gps, de uma de suas flechas e chama Katie ( A Gaviã), para ajuda-lo no resgate da garota, e agora começamos uma perseguição de carros por Nova York.



  "Poderia falar mais um pouco sobre a perseguição e tudo mais, mas prefiro não estragar a leitura de alguém contando algum spoiler de algo, mas posso falar que o Clint, quer muito o carro, e posso garantir ( ou não), que vai ter um romance entre o Clint e a Katie, e podemos esperar muito mais cenas engraçadas do Clint, e cada vez mais essa hq me surpreende mostrando fatos rotineiros, que podemos tirar aquela visão de que os heróis são tido como deuses, mas com Clint, percebemos que eles levam uma vida tão normal, como a de qualquer um."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 renata massa