quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Resenha:O Natal de Poirot


Livro: O Natal de Poirot
Autor: Agatha Christie
Editora:

"– Se quiser saber minha opinião, acho que teremos um Natal feliz. Tressilian disse bruscamente: – O que quer dizer com isso? – Espere e verá, sr. Tressilian. Hoje é véspera de Natal, e o espírito natalino está por toda parte... será mesmo?"

 Com o Natal chegando Simeon Lee, um multimilionário já de idade convida seus filhos para passar o Natal em sua casa, já que ele não vê a maioria a muitos anos, mas não vá pensando que ele um velhinho esquecido e inofensivo, porque para os próprios filhos terem se afastado dele foi porque ele mesmo provocou.

   Alfred é seu filho mais velho e mora com ele na mansão junto com sua espoda Lydia, ele com certeza é o filho mais devotado ao pai, sempre obediente e nunca saiu de perto dele, já sua esposa não gosta muito de Simeon e só o atura por causa do marido.

       David deixou a casa logo após a morte de sua mãe, que acredita que ela tenho morrido por culpa do seu pai que não lhe dava atenção e só sofrimento por causa de suas muitas "namoradas", e David agora está casado com Hilda, e mesmo depois de anos ainda guarda magoa por seu pai.

       George é um politico assim como o seu pai sempre quis, mas ele mesmo com seu emprego não deixa de ser sustentado por seu pai, e embora seja um homem pão duro e que sempre está economizando, sua mulher Magdalene por o contrario já gasta mais do que tem e acaba ficando cheia de dividas.

      Harry nunca seguiu o que o pai queria que ele fosse, roubou dinheiro dele e depois fugiu para o mundo, e só dava noticia de estar vivo quando ia pedir mais dinheiro.

      Pilar é sua neta a única, ela veio da Espanha e não se sabe muito sobre o seu passado além de ser filha de sua filha que morreu, mas que quando chega a casa se da muito bem com Simeon.

    Com esses personagens temos nosso caso de Natal, mas você deve estar perguntando "Nem todos tem motivos para que um crime seja cometido", bem antes da ceia de Natal Simeon chama todos para o seu quarto e faz questão de que escutem que ele vai mudar o testamento, e ainda provoca todos ao limite e joga uns contra os outros. Simeon corta a mesada de George, anuncia que Harry vai morar na casa agora, e isso deixa Alfred furioso já que os dois não se dão bem, e provoca a David falando mal de sua mãe.

    Depois da ceia de Natal mais ou menos lá pelas 9 horas, ouve se um quebrar de moveis e gritos orriveis e todos correm para o quarto de Siemeon, mas este está trancado e depois de arrombarem a porta encontram ele morto com a garganta cortada e a quarto com moveis quebrados e sangue espalhado por todos os lados.

   Agora fica a pergunta quem matou Simeon? Motivos todos tinham, e os que não tinham ele fez questão de criar, e sem contar que depois foi anunciado que também foram roubados os diamantes de seu cofre, poderia as duas coisas estarem ligadas? As únicas pessoas na casa eram os seus filhos e empregados, e sem contar que não acharam a arma do crime deixando claro que não foi suicídio.

 " Agatha sempre está me surpreendendo em cada livro que eu leio dela, mas precisamente nesse ela me prendeu de uma formar que eu fiquei lendo umas 9 horas seguidas só para descobrir quem era o assassino, mas como sempre não acertei ( como ela consegue fazer isso), mas mesmo assim não tendo muito sobre o Natal ( somente o titulo e a data) o livro é uma leitura rápida e recomendo se puder leia ele na data."



12 comentários:

  1. Hey!
    Ahh, esse livro <3 Foi o primeiro da Agatha que eu li e que fez eu me apaixonar pelos livros dela!
    Concordo com você, ele é uma leitura que realmente te prende!
    E realmente, como é que ela nos consegue enganar dessa forma hein? hahah'
    Gostei bastante da resenha :)
    Ah, e eu acho que irei relê-lo (novamente...) hoje haha'!

    Beijos!
    http://heartbreaker-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa quero muito ler esse livro, pois os livros da Agatha são ótimos. http://cantinhodacarolll.blogspot.com.br/2014/12/deixe-neve-cair.html

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Essa é a segunda resenha que leio deste livro, ambas super favoráveis. Não gosto quando tem duas personagens de mesmo nome no livro, duas Hildas neste caso.
    Abraço

    http://chacomresenha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mal Léo, os nomes são Lydia e Hilda. e que esses nomes passaram despercebidos na hora da correção :D

      Excluir
  4. primeira vez que ouço falar deste livro, mais pelo que li na sua resenha me parece ser muiiiiiito bom!!

    E seu blog é sensacional, meus parabéns!!!


    Att: Lucas do blogdosjovensleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Gabriel Mello com dois "L", kkkkk tudo bem com você?
    Cada vez mais que vejo resenhas dos livros da Agatha, mais me dá vontade de ler os livros dela, parecem ser ótimos, e esse suspense me deixou curiosa aqui, mas acho que terei que ler para poder saber, haha. Adorei a resenha.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bom?
    Adorei ler esse livro, e sua resenha ficou muito boa!
    O que dizer de Agatha? Meu Deus, como ela consegue? Mulher simplesmente genial! Me enganou até o último minuto na maioria das obras dela que li *-* beijos!
    http://resenhandoaarte.blogspot.in/

    ResponderExcluir
  7. Sou suspeito em falar da Agatha já que a tenho como a melhor autora de todos os tempos. Genialidade a parte, ainda não li esse livro mas está na minha lista (enorme) de leitura, principalmente dos livros dela. Gostei da resenha :)

    http://cantinadolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua resenha! Esse foi o primeiro livro que comecei a ler da Agatha e não consegui terminar. O tipo de escrita dela não me prende, não consigo ler :((
    Queria muito ler Agatha, já que todos falam tão bem. Espero algum dia conseguir ler rsrs

    Até mais!
    Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Gabriel!
    Sou super fã da Agatha. Li "O natal de Poirot" há muitos anos e lembro de ter gostado. Mais um livro da autora que não deixa a desejar.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. AMO o Poirot, li todos os que achei dele e sempre quero mais. É Incrível a capacidade da nossa "massa cinzenta". Achei esse um pouco parecido com o Assassinato de Roger Ackroyd.
    Gostei do seu blog, se puder de uma passadinha no meu, estamos fazendo uma promoção:
    http://thisisallmylittlethings.blogspot.com.br/
    PS: comecei a seguir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabi, esse é o primeiro livro que eu leio dele e o segundo da Agatha, mas os do Poirot são muitos bons mesmo, e pode deixar dou uma passadinha no seu blog sim ;)

      Excluir

 renata massa