segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

[Resenha] O Poço da Ascensão - Mistborn #2


Ficha Técnica:

Livro: O Poço da Ascensão
Serie: Mistborn
Volume: #2
Paginas: 722
Ano: 2015
Autor: Brandon Sanderson
Editora: LeYa




Esse novo volume nos traz uma visão diferente dos personagens, agora que tiveram que “amadurecer” e tomar certas responsabilidades deixadas por Kelsier, para Luthadel funcionar. E isso ta dando certo? Bom, diria que em parte.

Com o final do reinado milenar do Senhor Soberano, a cidade agora tem um novo Rei, Elend Venture, o herdeiro da casa mais poderosa entre a nobreza, mas que tem um bom julgamento do que é certo/errado, ao contrario da maioria dos outros nobres, assim, ele trouxe novas leis que acabou com a escravidão dos skaas, e criou uma assembléia onde tanto as pessoas pobres e nobres podem opinar sobre melhorias para a cidade.

Lady Vin, a herdeira de Kelsier, está com alguns problemas para se acostumar com o seu novo estilo de vida, ela se tornou uma divindade para o povo skaa, o que acaba a deixando sem “jeito” para lidar com isso, ao mesmo tempo em que Elend sendo rei, a deixa preocupada (em estado de alerta) com possíveis assassinos, ou seja, ela passa mais tempo sendo uma nascida das brumas – enquanto sua cabeça pensa no tempo dos vestidos e bailes...

É claro que o resto da gangue continua em Luthadel, mas embora tenha pensando que teriam alguns problemas em se manterem “unidos’, eles acabam se dando bem, mas temos uma participação reduzida deles, visto que o foco principal é em Elend e Vin.

O motivo disso?

 O Senhor Soberano mantinha um estoque de Atium (o metal que te deixa ver o futuro) escondido, embora Elend tenha revirado o reino, não o encontrou... Mas como explicar isso para as pessoas? Bom, isso valeria uma fortuna imensa, e resultou em ter dois exércitos fazendo um cerco na cidade.

Straff Venture, o pai de Elend, é um tirano e poderia estar disposto a matar seu próprio filho para conseguir esse Atiun – será? De qualquer maneira, ele tem um nascido das brumas, que está deixando Vin perturbarda, ao mesmo tempo que intrigada. Ele é super fod*. Em contra partida temos o exercito de Cett, que é novo na trama, mas promete ser tão engenhoso quantos os outros vilões que vimos até agora...

Se você achou que já teríamos trama suficiente para esse volume, acrescente mais um problema na lista!

As brumas estão se comportando de maneira estranha, ficam até o amanhecer, e alguns relatos de pessoas do sul, dizem que elas estão matando... Eu sei, muita coisa pra processar, mas o que podemos fazer?

“O livro está em um ritmo frenético, são boas 722 paginas que li em apenas uma semana. Só para vocês terem ideia do quanto fiquei viciado nele. Vin amadureceu bastante desde o livro anterior, assim como a trama, antes tínhamos um alvo e um plano suicida para resolve-lo, agora temos vários novos perigos conhecidos - e desconhecidos..."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 renata massa